1SA_2657
1 dia

Aldeias do Xisto, território de saberes

Janeiro de Cima
Uma aldeia que vive em comunhão com a natureza. No rio ainda se grita “Ó da Barca” para uma travessia do Zêzere. No Verão, fazem-se piqueniques no pinhal ou aproveita-se a frescura da água no Parque Fluvial. Caminhe sem pressas pelo emaranhado de ruas e ruelas em que o colorido do seu xisto é mágico.

Barroca
Numa paisagem fortemente rural e marcada pelas escombreiras em forma de pirâmide das antigas minas, o Zêzere e as gravuras rupestres esperam por si. A tranquilidade impera, num convite ao descanso e usufruto da natureza.